Artes Curiosidades De Amsterdam a A'dam Dicas Hoje é dia de Holanda Viagens Zona de Embarque

Conhecendo o Rijksmuseum

Museu é sempre sinônimo de uma boa investida de tempo e dinheiro. Muitas vezes, para entender uma cidade ou um país, a melhor indicação é: vá ao museu! Já falamos por aqui que Amsterdam é uma cidade recheada de museus bacanas, né? Pois o Rijksmuseum é um deles!

Conhecendo o Rijksmuseum

Ali na Museumplein fica o Rijksmuseum, o museu nacional dos Países Baixos. Fundado em 1800, na cidade de Haia, ele apresentava a coleção de arte do primeiro ministro. Em 1808, o museu mudou para Amsterdam por ordem do rei Louis Napoleón (que adivinhem, era irmão do Napoleão Bonaparte). Em 1885, o museu mudou para a localização atual, na Museumplein. Idealizado por um arquiteto neerlandês, o prédio tem elementos góticos e renascentistas. A construção do museu contém ainda muitas referências da história da arte neerlandesa.

dsc02868

O museu abriga uma gigantesca coleção de obras que conta a história dos Países Baixos e tem coleção generosa referente a arte asiática. O Rijksmuseum ficou por muitos anos com 95% do prédio fechado para restauração, mas hoje, em 2017, está com todo o prédio disponível para acesso e visita. Se você quer conhecer um pouco mais dos Países Baixos e tem interesse em ver algumas das obras mais famosas de Rembrant, por exemplo, o Rijksmuseum é o lugar PERFEITO.

A estrutura das salas

Com 4 pisos, as salas estão muito bem organizadas e te levam cronologicamente a um passeio pela história. A planta do museu é muito fácil de entender e o ideal é que você reserve um dia em específico para a visita. O museu é muito grande e merece uma atenção especial. Como o prédio, em si, já é uma obra de arte, vale muito a pena reservar um dia inteiro para ficar por ali.

Faça o seu passeio com calma, visite todas as salas e admire loucamente a obra Ronda Noturna, de Rembrandt, passeie pela sala onde o Brasil está representado na época da invasão Holandesa, admire o Van Gogh, Van Dyck, Vermeer … APROVEITE!

View of Olinda, Brazil, Frans Jansz Post, 1662

View of Olinda, Brazil, Frans Jansz Post, 1662

 The Milkmaid, Johannes Vermeer, c. 1660

The Milkmaid, Johannes Vermeer, c. 1660

Não se preocupe se ele esta cheio. Faça no seu tempo, sem pressa mesmo! Como o museu fecha as 17h, e aqui pela Holanda 17h é 17h MESMO, a visita deve começar ou pela manhã ou a partir das 13h.

Quer saber mais uma coisa muito legal? Aqui você pode fotografar, filmar, registrar da forma que achar melhor. Pode compartilhar com a família, amigos, enfim…sempre respeitando as obras, os funcionários e os visitantes e evitando usar o flash. Bom senso é MARA! Foi o museu que MAIS nos disse sobre a Holanda e principalmente, sobre Amsterdam…tolerância é SIM, a palavra chave daqui!

Ronda Noturna – De Nachtwacht

Militia Company of District II under the Command of Captain Frans Banninck Cocq, Known as the ‘Night Watch’, Rembrandt Harmensz. van Rijn, 1642

Militia Company of District II under the Command of Captain Frans Banninck Cocq, Known as the ‘Night Watch’, Rembrandt Harmensz. van Rijn, 1642

O quadro mais famoso de Rembrandt (pelo menos entre os turistas) e um dos mais caros do mundo está aqui no Rijkmuseum. É engraçado como, dentro da história da arte, existem determinadas obras que marcam muito.  Não vamos contar tudo sobre a obra mas o que queremos aqui é, contar algo muito interessante que aconteceu conosco no museu. Se você é daqueles curiosos e que sente muita vontade de vir aqui conhecer, vamos te dar mais um motivo.

Estávamos ali, paradas abobadas e chocadas com a obra…na frente…olhando, olhinhos vidrados em cada detalhe (sim, ainda faltaram muitos mas tentamos mesmo assim), quando de repente um senhor holandês nos abordou, perguntando se falávamos inglês…dissemos que sim e ele perguntou: “vocês sabem o que é aquilo no chão?”

Obviamente, não sabíamos e foi então que ele nos explicou que em caso de guerra/ameaças, o museu está preparado para guardar esta obra. Existe uma porta no chão que tem toda a extensão da obra. Esta porta abre e o quadro é levado para baixo, onde possivelmente uma estrutura com caminhão ou cofre, protegerá uma das obras de maior valor da história da arte.

Curioso, não é mesmo? Nós achamos!

dsc02914

Quanto custa e qual o horário?

O site do museu disponibiliza a compra de ingressos antecipadas. Em geral, a fila de espera não é demorada e, por lá, as coisas realmente funcionam. Para quem não tem nenhum tipo de cartão de desconto os preços ficam em 17,50€  para adultos. Para as crianças e jovens até 19 anos, a entrada é gratuita. O museu fica aberto diariamente das 9h às 17h.

» Dica Maracujá Roxo

Tá sem grana para pagar um tour guiado? Fica tranquilo! O museu te oferece um aplicativo GRATUITO de visita guiada. Se você não manja do holandês, arranha no inglês mas se identifica com o espanhol, vai curtir essa dica. Baixa o app para IOS e para Android e aproveita!

Aqui, mais uma vez, quem tem o Museumkaart tem entrada gratuita. Nesse ponto o Rijksmuseum está de parabéns! Até agora, dentre todos os museus visitados, o Rijksmuseum foi o primeiro e único museu que realmente fez valer a pena ter um passe privilegiado. Explicamos o porquê: quando se tem o Museumkaart, você simplesmente passa direto. Entra no museu e não precisa enfrentar fila alguma! O próprio cartão é a sua entrada! Não é demais isso? Sem filas, com um tratamento totalmente cordial e com um lugar que apesar de cheio é totalmente transitável, o Rijksmuseum entra na lista dos MELHORES museus de Amsterdam!

Você também pode gostar

Sem comentários

Não tem Facebook? Comente por aqui!