Artes De Amsterdam a A'dam Dicas Hoje é dia de Holanda Resenha Zona de Embarque

2 em 1 no Moco Museum: Banksy e Warhol

riotcops

Escondidinho entre o Van Gogh Museum e o Rijksmuseum, na Museumplein, fica o Modern Contemporary Museum e é lá que estão as exposições Laugh Now, do Banksy, e Royal, do Andy Warhol. Quer saber o que achamos da exposição e do museu de iniciativa privada? Então dá uma lida aqui…O Moco Museum fica numa casa de 1904, na Museumplein, e tem como responsável um dos familiares do responsável pelo Rijksmuseum, localizado do outro lado da mesma praça. Aberto desde abril de 2016, o museu inaugurou com esta exposição que tinha previsão de término para setembro deste ano, mas que ainda não acabou. O museu é privado e tem iniciativa dos proprietários da LionelGallery que, acostumados a trabalhar com obras de artistas conhecidos, decidiram por criar o Moco Museum.

moco-museum

Informações gerais do Moco Museum

Atualmente e até o dia 31 de janeiro, ele abriga duas exposições: Laugh Now, do Banksy, e Royal, do Andy Warhol. Para a visitação de ambas, o valor do ingresso é o mesmo. AduItos pagam 12,50€; estudantes, 10€; adolescentes até 16 anos, 7,50€; crianças menores de 6 anos, entrada livre; e para qualquer um dos museumcards, a entrada sai por 9,50€. Se você optar por um audio tour, ele custa 2,50€. Os ingressos podem ser comprados online através deste link, mas não achamos que há a necessidade, uma vez que as filas não são enormes. O museu está aberto todos os dias das 10h às 18h. Maiores informações, aqui.

dsc02795

Laugh Now

Banksy é uma figura desconhecida. O que hoje, no século XXI, na era da informação e da exposição exagerada de tudo, é extremamente contraditório. Não se sabe o rosto, sexo, idade, onde mora, nada. Grafiteiro(a) e ativista, Banksy é daqueles artistas que todo mundo conhece. Quem nunca viu em um feed de Instagram, Facebook ou mesmo em procuras do Google a famosa menininha com o balão ou o do rapaz jogando um buquê de flores? Com seu trabalho espalhado em vários lugares do mundo, a maior concentração de obras está em Londres, onde você pode conseguir roteiros e guias para fazer o percurso e encontrar, nas ruas, as suas obras. É parte dessas obras que estão na exposição Laugh Now. Nem todo mundo sabe que Banksy também tem trabalhos indoors, ou seja, no interior das casas.

A exposição conta com obras que não são expostas desde 2009, como é o caso da Beanfield e outras famosas como Girl with BalloonFlower ThrowerMonkey QueenKate MossBomb HuggerSoup Man e outras. Nem todas as obras são peças únicas. Apesar de originais, muitas delas são reproduções de uma série de cópias, como por exemplo a cópia 45 de 200.

dsc02849

Royal

Conhecido por suas obras de arte massificadas e com o valor comercial alto, Andy Warhol é o artista principal da Pop Art. Bem articulado e conhecido pelos 15 minutos de fama, era muito influente no meio artístico e se relacionava muito bem com artistas de rua como Basquiat. As obras que estão dispostas entre as obras de Banksy dialogam com a proposta da exposição. A parte designada às obras de Andy Warhol fica no subsolo, junto da loja de souvenirs. Uma das Campbell Soup está na exposição. O interessante de tudo é que o visitante é livre para poder fotografar e não precisa necessariamente o roteiro demarcado. Toda a exposição conta com uma trilha sonora de fundo.

O que achamos?

artes-banksyNa nossa humilde opinião, foi um pouco decepcionante. Já explicamos o porquê: primeiro, porque muitas das obras que estão lá são reproduções; segundo: a trilha sonora que ficava ao fundo das exposições era incômoda, pois não dialogava com o que estava ali; terceiro: o ambiente tinha um cheiro muito forte de perfume que era bem característico do lugar e não das pessoas que ali estavam; e, para nós, o que mais pesou, foi na hora de levar uma lembrança. Os preços eram exorbitantes, fora da realidade e nada condizentes com o que o ativismo de Banksy “prega”. Inclusive, uma das salas traz apenas obras referentes ao anti-capitalismo. Mas claro, em tempos de críticas ao Romero Britto, quem vai se preocupar em criticar o Banksy? Apesar de tudo isso, gostamos muito do que vimos. O interesse pelo Banksy vai além do que vimos nesta exposição. É claro que gostaríamos de levar um souvenir, mas a arte de rua é para ser livre, não é? E reprodutível como stencil. Então, que assim seja.

Desta vez, não conseguimos pegar o catálogo para disponibilizar ou dizer se vale a pena ou não. O valor dele era 25€ e não achamos que compensava de forma alguma. As ecobags e canecas custavam 15€ e assim… são serigrafias simples!

dsc02863dsc02861

A própria exposição é uma ironia. O artista trabalha com arte urbana e algum responsável pela exposição reúne cópias das matrizes (da rua) e coloca dentro da sua instituição, um lugar fechado, para poucos e ainda com lucro em cima das reproduções. Não dá para entender se isso por si só foi uma jogada do Banksy ou se ele foi contraditórios aos seus preceitos.

Se você gosta muito dos dois artistas, vale a pena. A participação do Warhol é muito pequena e com obras não tão destacadas nem mesmo no flyer da exposição. As informações que disponibilizamos aqui foram as que gostaríamos de ter encontrado. Então leia, filtre e tire suas próprias conclusões. Estamos sempre disponíveis para falar mais sobre a experiência.

Você também pode gostar

Sem comentários

Não tem Facebook? Comente por aqui!