Curiosidades Dicas Hoje é dia de Viagens

Ischia: a ilha das águas termais na Itália

ischia-ilhadasaguastermais

Bateu aquela vontade de viajar e tá meio sem rumo no destino? Então pega aí o papel, a caneta, o telefone ou computador. Anota tudo o que você precisa saber sobre a terceira maior ilha do conjunto de Ilhas que fazem parte do Mar Tirreno, na Itália: Ischia. A ilha de Ischia se destaca entre Capri e Procida e é um dos destinos mais pesquisados por quem quer usufruir dos benefícios da águas termais. Ficou curioso? Viajamos pra lá nessas férias como vocês puderam acompanhar pelo nosso instagram (@maracujaroxo) e vamos te contar tudo sobre esse destino mais do que especial.

A menina dos olhos de quem busca paz e tranquilidade, Ischia é a queridinha da 3ª (e melhor) idade e também de qualquer um que busca fugir do estresse. Sim, mesmo com o caos do trânsito italiano e napolitano, os locais e turistas conseguem dar risada do que acontece. Um pedacinho do paraíso te espera! A gente já foi lá e faz questão de compartilhar com vocês.

A Ilha Verde

Localizada na região da Campânia, cerca de 33km de distância da cidade de Nápoles, é a terceira ilha mais populosa da Itália, depois da Sardenha e da Sicília.  Junto com as ilhas de Capri, Procida e Vivara, Ischia compõe as ilhas do Golfo de Napóles. Ischia tem 47km de extensão territorial , uma circunferência de 39km e 50.000 residentes. Nos meses do verão, a ilha pode chegar a uma população de 300.000 pessoas.

A ilha tem origem vulcânica e, com isso, uma herança que hoje é cobiçada por muitos: suas águas termais. Tá aí um destino bem interessante para quem se interessa por vulcões e geologia. No porto de Ischia, está localizada uma das aberturas vulcânicas que ainda ficam visíveis via satélite. Bem onde entram os traghettos (as balsas – barcos que trazem e levam as pessoas).

ilha traghetto portoilha ischia praiasIschia é também conhecida como a “Ilha Verde” devido a presença de uma vegetação muito rica que, na primavera, colore e perfuma a ilha e também por suas  florestas de castanheiros, carvalhos, azinheiras e muuuuitos pinheiros (que foram plantados na época de Mussolini). Os vinhedos ficam expostos nos terraços das casas, o que dá um toque todo especial a paisagem. A ilha de Ischia se consolidou um destino turístico internacional por quatro razões principais: beleza natural, clima ameno no verão e inverno, recursos hidrotermais (saúde) e pelas modernas instalações turísticas. E mais uma boa nova, a Ilha está entre os 30 melhores Ilhas da Europa, segundo o site Trivago. Ai você se pergunta: “Por que Ischia?”. Assim, são INÚMEROS os motivos e ligações afetivas com esse lugar mas o efeito PAZ que a ilha traz na gente é abundante e… Férias assim… quem não quer, não é mesmo?! 😉

Um giro pela “Isola”

ilha ischia ponteA ilha possui 6 comunes. Se você não sabe, os comunes são as prefeituras das cidades na Itália. Esses 6 comunes (Ischia Porto, Casamicciola, Lacco Ameno, Forio, Serrana Fontana e Barano) são parecidos e ao mesmo tempo diferentes. Cada um deles tem a sua história e a sua particularidade. O que chama mais atenção é que, a Ilha de Ischia tem 6 dialetos, cada comune fala seu próprio dialeto e, por vezes, nem eles se entendem (chega a ser engraçado). O dia-a-dia da ilha é muito simples. A população, em maioria, é composta por idosos e seus visitantes não fogem muito dessa faixa etária. Sabem por quê? As águas termais de Ischia despertam curiosidade. Muitos falam que entrar nas águas de origem vulcânicas (ricas em minerais) ajuda a restabelecer o corpo e auxilia em algumas doenças como artrite e artrose.

Mas você pode pensar: “Nossa, que chato, hein?”, “Cadê a galera jovem e as baladinhas?”, “Fala sério que vocês foram por causa disso?”. Você vai se questionar até entrar nas águas quentinhas, ver a paisagem, fotografar muito e principalmente: sair rolando de tanto comer! E sim, sentimos os efeitos positivos das termais (quer mais amor do que isso?!).

ilha ischia sorgetoIschia tem de tudo e sim, tem muita gente jovem aqui. Como Nápoles fica pertinho, muitos jovens migram para estudar e acabam não retornando mais. Mas os investimentos com o turismo tem feito a situação mudar aos poucos. Ischia não é um lugar caro e por isso atrai muitos turistas. Com tantas possibilidades de praias e de parques termais, fica difícil pensar que não vai rolar uma atividade bacana. Afinal de contas, a gente viaja pra conhecer lugares novos, somar conhecimento e compartilhar destinos. Sendo assim, tá facinho demais conhecer Ischia 😀

ilha ischia marontiilha ischia aragonesiTá na mala, tá na memória!

Achou a ilha uma delicinha e quer levar para casa uma lembrança? Mas é claaaaro que você pode. Entre tantas ofertas que a ilha te dá, o artesanato que é de produção local faz você revirar os olhinhos! É tanta coisa linda e deliciosa que já avisamos: DEIXA ESPAÇO NA MALA! Você pode encontrar o Rucolino que é típico da ilha. Uma bebida feita a base de rúcula, digestivo que ajuda antes e depois da refeição (se você já provou Jägermeister sabe do que eu tô falando). Tem também o queridinho do Limoncello (outra delícia dos deuses), que é feito com o limão siciliano. Você pode experimentar essas bebidinhas em diversas lojinhas e se gostar, pode levar para casa.

rucolino ischiaAlém disso tem a produção de sabonetinhos que olha, perfumam tudo e vão deixar a sua casinha com cheirinho de Sul da Itália 🙂 Por último e não menos importante, tem a cerâmica ischitana. Um trabalho de tirar o chapéu e encantar.

souvenir ischiaceramica ischiaSe você é curioso e quer saber mais um pouquinho sobre Ischia, clica aqui e dá uma olhada na reportagem que a Ilze Scamparine fez para o Globo repórter! Ah, só para avisar… conhecemos a ilha antes disso e ela não fala nenhuma mentira!

Depois de tudo o que você leu pintou a vontade de conhecer Ischia? Fica ligado nos próximos posts, vamos falar como chegar, o que e onde comer. Corre que as férias ainda estão ai! Bóra?

Você também pode gostar

Sem comentários

Não tem Facebook? Comente por aqui!