Curiosidades Dicas Hoje é dia de Internet Resenha Viagens

Testamos e aprovamos: top 3 aplicativos para aprender idiomas

apps-para-aprender-idiomas

Quem nunca precisou visitar para um outro país e não sabia absolutamente nada da língua do lugar? Eu, por exemplo, acabei de passar por essa situação. Sabia, há alguns meses, que ia para a Itália e não queria ficar falando em inglês por lá. Então, com pouco dinheiro, tempo apertado de estudo (e nem sempre no mesmo horário todos os dias), mas vontade de sobra de aprender, fui atrás de algumas plataformas para dizer para vocês: sim, sim, sim! Você pode aprender bastante de outro idioma apenas baixando um aplicativo no seu celular.

Este post é um tanto quanto polêmico porque muitas pessoas não acreditam muito no método dos aplicativos enquanto proposta, mas funciona para outras pessoas. Independente disso, tem funcionado para mim, por enquanto, e como o propósito do blog é contar um pouco sobre o que aconteceu conosco e as nossas experiências, vim compartilhar!

O primeiro, como não poderia deixar de ser, é o Duolingo (falamos sobre ele no post sobre como viajar sem ter dinheiro, lembra?. Se você não conhece muito bem esse aplicativo da corujinha verde, deixa eu te contar. O Duolingo tem uma sistemática de jogo. Você vê as opções de idioma disponíveis e decide qual quer iniciar. A partir daí ele te dará uma espécie de árvore, com lições específicas sobre situações ou assuntos. Por exemplo: básico 1, frases, comida, plurais, entre outros. A medida em que você vai desenvolvendo, novos módulos vão se abrindo, você aumenta a sua porcentagem de fluência no idioma e ganha Lingots – moedas virtuais que te permitem comprar módulos extras ou manter o seu nível de proficiência por dias. Ah, tem isso! Assim como qualquer coisa que se tenta aprender, quando você começa o duolingo ele vai ser tipo seu companheiro. Todos os dias você deve praticar, de preferência. Se praticar durante uma semana seguida, ao fim, ganha pontos extras e assim vai. Se torna também viciante na medida em que você não quer perder os seus dias contínuos.

O Duolingo é totalmente gratuito e sem propagandas, o que faz tudo ter uma qualidade muito melhor. Ele pode ser usado pelo computador, o que eu particularmente acho muito melhor. Mas, se você não puder, use pelo celular mesmo. É bom porque você pode ver discussões acerca das traduções feitas pelo aplicativo e tentar entender porque errou.

O segundo aplicativo que usamos e testamos foi o Bravolol. O aplicativo da arara vermelha (bem loka essa fixação com os animais que voam #metaforas). Aposto que você já ouviu falar da Youtuber holandesa Nice Nienke que ficou extremamente famosa no Brasil por fazer um vídeo em que tentava falar algumas frases e palavras no nosso bom e velho Português. Se você tá completamente por fora do que eu estou falando, olha aqui:

Diferente do Duolingo, o Bravolol tem sim bastante propaganda dentro e inclusive faz você assistir a alguns anúncios caso queira ter acesso a conteúdos que são premium (lê-se pagos). Maaaaas a coisa legal sobre o Bravolol é que ele separa por seções algumas frases e palavras prontas que podem te ajudar e muuuito na hora do sufoco. Por exemplo, ele tem a seção “comer” em que ensina a dizer frases como “posso ver o menu, por favor?”, “eu queria…” ou “eu sou alérgico(a) a…”. Isso pode ser uma mão na roda se você precisa de frases específicas para situações específicas. Gostei muito do aplicativo e ele me ajudou muito na hora de fazer algumas perguntas ou desenrolar pela Itália. A coisa mais legal sobre ele é que são várias versões (1 para cada idioma). Então você pode baixar só aquela específica para a sua viagem e sair arranhando os idiomas mais loucos que nunca pensou dizer. É topzera e tem o nosso selo de aprovação. PIRAMOS quando descobrimos ele.

O Babbel é a nossa terceira opção de aplicativo para você aprender idiomas. O Youtube deles é sensacional e a produção de conteúdo é incrível. O Babbel pode ser feito no computador ou pelo celular e ele é um mix de bravolol com duolingo. Ele é dividido em lições, de acordo com o nível que você selecionou (iniciante ou avançado) e essas lições devem ser “ativadas” para serem feitas. Não há o sistema de pontos como o Duolingo, mas os exercícios se assemelham bastante. Cheguei a testar esse porque foi a indicação do meu irmão e realmente achei legal. Vou dar uma chance para o Babbel porque gostei muito do material e acho que você também poderia dar uma :))

Viu só como esse post foi curtinho e bem tranquilo de ler? É porque a nossa intenção com ele é só mesmo te dar a informação dos aplicativos que nós testamos e aprovamos, fazer com que você baixe esses 3 e descubra por si mesmo esse mundo do aprendizado. Com certeza eles vão te ajudar muuuuito para o que você precisar!

Se você já usa ou se testou algum dos apps depois que nós falamos, conta a sua experiência! Se tiver algum outro para compartilhar, deixa uma dica aqui nos comentários! 😉

Você também pode gostar

Sem comentários

Não tem Facebook? Comente por aqui!