A Invicta Porto Burocracia Dicas Portugal Zona de Embarque

Como fazer a sua graduação em Portugal usando a sua nota do ENEM

ENEM-capa

Quem não quer estudar fora do Brasil, né? A maioria dos brasileiros tem esse desejo, mas nem sempre rola por conta da grana ou zilhões de motivos. Tudo bem, cada coisa no seu tempo. O fato é que, se você ainda não está na fase do Mestrado ou Doutorado, pode sim ter essa oportunidade. Vai fazer a graduação e sonha em vir estudar em Portugal? Bingo! Chegou a hora! Fizemos um guia completinho pra te ajudar a fazer a sua graduação em Portugal usando a sua nota do ENEM!

Pera, isso é sério?

Muito! A notícia está bem longe de ser nova e isso não importa muito. O fato é que, aqui no Maracujá Roxo, a gente te dá todas as dicas de quem foi atrás de TUDO e mais um pouco para te ajudar nessa.

Então vamos falar um pouco sobre a possibilidade de ingressar em uma universidade portuguesa através da sua nota do ENEM? Vamos!

 

Desde o ano de 2014, Portugal decidiu abraçar a ideia de utilizar a nota do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio – Brasil) para ajudar os estudantes brasileiros a entrarem em um curso de graduação nas universidades portuguesas, decisão que foi firmada junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Desta forma, as universidades estariam livres para utilizarem o critério da nota da forma como bem quisessem – algumas em totalidade, outras em parcialidade. Ok, sabendo disso agora você precisa saber de algumas coisas como por exemplo: todo o ensino é pago por aqui – seja público ou particular.

E por que a gente já tá falando isso logo de cara? Bom, o que mais existe na internet é chamada sensacionalista sobre estudar em Portugal através do ENEM e a gente sabe que é muito chato começar a ler algo sem saber qual a real da situação. Não somos assim e quem é nosso leitor(a) já sabe: a gente é sempre muito direta e sincera e sempre incentivamos vocês a voarem… mas com segurança!

Por mais que as universidades sejam públicas nós precisamos pagar uma mensalidade, a querida (ou nem tanto): propina (não, não é aquela que você precisa dar para os policiais na Argentina ou que… huum, xá pra lá!). O que difere as universidades públicas das particulares (fora a avaliação dos órgãos específicos de ensino) é o valor das propinas. Nas particulares, sem dó, nem piedade, você vai pagar mais caro! Nas públicas, você tem chances de conseguir uma bolsa de redução de propinas ou paga menos logo de cara por conta dos acordos com a comunidade pertencente a CPLP ( Comunidade dos Países de Língua Portuguesa). É importante você saber também que os institutos politécnicos são como os IF no Brasil e, em alguns deles, os valores são menores que uma universidade.

Ok, mas quais universidades portuguesas aceitam a nota do ENEM?

Hoje, em 2017, são 27 instituições:  9 universidades públicas, 3 universidades particulares e 15 Institutos Politécnicos. Como a gente é “Maria compartilhadeira”, todas as instituições tem os links para os critérios usados para o ingresso com o ENEM ou a página de informações da instituição, então: APROVEITA E SOLTA ESSE DEDO NOS LINKS!

Universidades públicas: Universidade de Aveiro (você pode fazer o mestrado integrado com a nota do ENEM)*, Universidade dos Açores, Universidade de Algarve (você pode fazer o mestrado integrado com a nota do ENEM), Universidade da Beira Interior (alguns cursos tem mestrado integrado com a nota do ENEM), Universidade de Coimbra (a primeira a aderir ao ENEM), Universidade Nova de Lisboa, Universidade da Madeira, Universidade do Minho e Universidade do Porto (você pode fazer o mestrado integrado com a nota do ENEM).

Universidades particulares: Universidade Lusófona de Lisboa, Universidade Lusófona do Porto e Universidade Portucalense Infante D. Henrique.

Institutos Politécnicos: Instituto Politécnico do Porto, Instituto Politécnico Portalegre, Instituto Politécnico do Cávado e Ave, Instituto Politécnico de Coimbra, Instituto Politécnico da Guarda, Instituto Politécnico de Viseu, Instituto Politécnico de Santarém, Instituto Politécnico de Setúbal, Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, Instituto Politécnico de Castelo Branco, Instituto Universitário da Maia, Instituto Politécnico da Maia, Instituto Politécnico de Beja, Instituto Politécnico de Bragança e Instituto Politécnico de Leiria

*O Mestrado integrado é a modalidade onde você tem a possibilidade de fazer a graduação  e mestrado em 5 anos. É como se a graduação durasse 3 e o mestrado 2 (tempo normal), digamos que é um combo, pois você não precisa fazer a etapa de um ingresso em um mestrado separadamente.

Sobrevivemos a lista, irmãos!

Quem pode concorrer?

Qualquer aluno que fez o ENEM e que cumpra algum desses requisitos:

  • Não tenha nascido em um estado membro da União Europeia ou tenha dupla nacionalidade de um estado membro da UE;
  • Não tenha morado por um período de mais de 2 anos ininterruptos em Portugal;
  • Ter concluído o Ensino Médio;
  • Tenha as médias exigidas por cada instituição.

Beleza, já sei quais são as instituições que aceitam o ENEM e que posso concorrer, mas agora preciso saber como usar a minha nota!

 

A primeira coisa que você tem que fazer é: o ENEM! HAHAHAHAHA, ai que engraçadinhas elas, olha elas! 😛 Tá, mas falando bem sério, é isso mesmo o que você precisa fazer! Mas caso você não tenha feito o ENEM esse ano (2017), mas sim ano passado ou retrasado, você também tem chances 😀

Organize-se para a candidatura!

  • A nota ou melhor dizendo, a média para entrar nessas instituições, vai variar muito. Mas, segundo as nossas pesquisas, o ideal para que você possa concorrer a uma vaga é ter uma nota acima de 500 em todas as provas (incluindo redação). Quanto maior sua nota, maiores as suas chances! Para ser mais preciso, você tem que fazer aquele velho trabalho de formiguinha e ir nos sites das instituições para ver como elas definiram o sistema das notas. Se não tiver a informação explícita em algum canto do site, te aconselhamos a enviar um e-mail para eles com as suas dúvidas.
  • Em quase todas as instituições, você pode usar a nota dos 3 últimos exames (conta o ENEM do ano atual e mais dois anos pra trás). Ah, mas eu fiz os 3 últimos anos de ENEM, qual eu escolho? Escolha a melhor ou usa a nota do único exame que fez desde que ele esteja dentro desse período de 3 anos.
  • A maioria das instituições aceita o ENEM como “prova” para o ingresso na licenciatura, ou seja, você não precisa fazer um processo seletivo além de apresentar a sua nota do ENEM.
  • Cada instituição DELIMITA um número de vagas para entrada com o ENEM.
  • Em Portugal, TODO o curso de graduação é designado como Licenciatura. A nomenclatura não tem ligação com a Licenciatura do Brasil. Tanto o Bacharelado quanto a Licenciatura aqui são chamados apenas Licenciatura.

Fiz o ENEM, já escolhi a instituição… E agora, como faço para me candidatar?

Simples, você vai até o site da instituição que você escolheu (lembra que colocamos todos os links lá em cima no nome das instituições?) e vai ver quais os documentos que eles exigem. Depois de reunir todos eles, você vai aplicar a sua candidatura. Isso vai ter um custo, mas o valor não costuma passar dos 100€. Nós entramos em contato com todas as universidades públicas pertencentes ao programa e em todas os custos giram em torno dos 50€. Aplicou a candidatura e foi aprovado? Agora você precisa fazer a sua matrícula e pagar o valor referente à ela (que obviamente também vai depender de cada instituição).

Quanto eu vou ter que pagar para estudar em Portugal?

Bom, você vai ter que pagar pelo seu curso. Como sempre explicamos aqui, cada instituição tem um valor diferente, porque isso implica em serem públicas, particulares, terem ou não o acordo com a CPLP citada lá no começo, enfim…tudo vai depender para que o valor seja definido, mas sim, você vai pagar. O que facilita muito é o parcelamento das propinas. Normalmente, os cursos tem um valor cheio, que é anual, mas podem ser divididos ao longo dos meses de ensino.

Como fiz o ENEM eu tenho direito a bolsa de estudos?

Acho que essa é uma das perguntas mais recorrentes aqui no blog acerca do tema “estudar em Portugal”: se as pessoas conseguem bolsas de estudo ou não. Novamente, e seremos bastante insistentes nisso mesmo, tudo depende da instituição que você escolheu, mas bolsa integral não existe. O que você pode ter de benefício, caso sua nota o ENEM seja muuuuito boa e você fique muuuuito bem classificado, é uma suuuuper redução nas propinas. Ajuda? Claro que sim, abigo! MUITO! Qualquer ajuda é ajuda. Mas você também pode ter auxilio para moradia ficando em algum alojamento estudantil se a instituição oferecer este benefício.

Meninas, a gente conversou “horas” aqui e eu ia esquecendo de perguntar: QUANDO EU POSSO ME CANDIDATAR??

Sério que vocês acharam que a gente não ia falar sobre isso? AH, não!! Cortamos relações (MENTIRAAAAA) 😛 Então, prepara esse coraçãozinho maroto e já vai fechando os olhos e se imaginando comendo muito pastel de nata, tomando aquele vinho do Porto delícia e cantando fado, HAHAHAHAH. Save the date: DEZEMBRO! A partir do dia 1º de dezembro, você já pode entrar todos os dias nos sites e ficar acompanhando as divulgações das etapas.

E aí, a gente sabe que você caprichou nesse ENEM. Por que não tentar?

Você também pode gostar

Sem comentários

Não tem Facebook? Comente por aqui!